• Porto
  • |
  • 20 a 23 Jan
  • i Dança
Carlos Fernandes

Caixa para guardar o vazio

Fernanda Fragateiro & Aldara Bizarro

 

Caixa para guardar o vazio é uma escultura performativa com uma perspetiva pedagógica, criada em 2005 após um convite do Teatro Viriato. Esta caixa é matéria, é forma e é também acontecimento. Constitui-se como lugar para explorar com o corpo, num processo de descoberta individual ou coletivo. Apresenta-se como uma “caixa de madeira fechada” que é ativada pelos corpos de dois bailarinos, que a revelam em diálogo com grupos de crianças através de movimento e voz.

O espaço abre-se, dobra-se, desdobra-se e expande-se, criando um clima de comunicação e descoberta que termina com a revelação do interior da escultura, momento em que percebemos que o nosso corpo é também um lugar.


Caixa para guardar o vazio [Box to Keep the Void] is a performing sculpture with an educational angle. It was created in 2005 following an invitation by Teatro Viriato. This box is matter, form and also event. It is a place to explore with one’s body in a process of individual or collective discovery. It presents itself as a “closed wooden box” that is activated by the bodies of two dancers who unveil it in dialogue with groups of children using movement and voice. The space opens up, folds, unfolds and expands itself, thus establishing an atmosphere of communication and discovery that ends with the unveiling of the inside of the sculpture — that’s when we realise our body is also a place.


Caixa para guardar o vazio [Caja para guardar el vacío] es una escultura performativa con una perspectiva pedagógica, creada en 2005 tras la invitación del Teatro Viriato. Esta caja es materia, es forma y además acontecimiento. Se constituye como lugar para explorar con el cuerpo a lo largo de un proceso de descubierta individual o colectivo. Se presenta como una “caja de madera cerrada”, activada por los cuerpos de dos bailarines que la revelan en diálogo con grupos de niños a través del movimiento y de la voz. El espacio se abre, se dobla, se desdobla y se expande, creando un clima de comunicación y descubierta que termina con la revelación del interior de la escultura, momento en el que percibimos que nuestro cuerpo es además un lugar.

 
 
Fernanda Fragateiro & Aldara Bizarro
Acções do Documento
 
Localização no Mapa
Proximidades

i Dança

23 a 24 Jan

Porto

Falaise

Teatro Municipal . Rivoli

i Festivais

05 a 07 Fev

Porto

Festival Porta Jazz

Teatro Municipal . Rivoli

i Serviço Educativo

19 Fev

Porto

No âmbito do programa Dançar em tempo de Guerra

Teatro Municipal . Rivoli

 
Agenda
Janeiro
Do
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31
« Janeiro 2021 »
Newsletter