Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Quinta-feira, 21 Novembro 2019
Secções
Joshua Benoliel
 

i Exposições Temporárias

04 a 30 Nov

Valongo

Joshua Benoliel

  • Vila Nova de Gaia
  • |
  • 28 Set a 25 Out
  • i Exposições Temporárias

Corpus Christi de Vila Nova de Gaia

um espaço de esclarecidas memórias

 

Fundado em 1345 por iniciativa de D. Maria Mendes Petite, relevante senhora da sociedade portuguesa do século XIV, quando na Igreja universal se sucederam os papas Clemente VI e de Inocêncio VI e na monarquia portuguesa governaram os reis D. Afonso IV e D. Pedro I, o Corpus Christi de Vila Nova de Gaia foi um Convento da Ordem de São Domingos, dos raros que na sua vertente feminina se construíram em Portugal durante a Idade Média.

  Os documentos fundacionais chegados aos nossos dias registam que a piedosa senhora "ao louvor e honra e serviço do Corpo de Jhesus Christo fezera e ordinhara e fundara e edificara casa e moradas e casa santa de egregia pera se fazer officio divino em Vila Nova de de Gaya”. E pela instituição, assim lançada ao futuro, passaram inúmeras gerações de religiosas dominicanas, que mantiveram vivo o espírito das origens durante mais de cinco séculos. Até 1894, quando faleceu a última religiosa que havia professado na casa conventual antes do decreto de 1834, acto governativo que extinguiria as Ordens Religiosas.   O conjunto arquitectónico veria renovado o seu papel na sociedade portuguesa ao ser destinado à educação e reinserção social, primeiro, e ao acolhimento de diferentes serviços da Autarquia, depois. Entidade que lhe mantém viva e actual, nos dias de hoje, a missão de serviço público.   Neste lugar evocam-se alguns dos momentos mais marcantes de uma instituição com uma história larga de séculos e fascinante nas muitas vidas que logrou tocar. História não raro associada a figuras heróicas de alguns dos acontecimentos mais extraordinários do percurso da comunidade nacional, que povoam o imaginário colectivo, alimentam os afectos que irmanam em ampla fraternidade, e desafiam a olhar o futuro com renovados sentimentos de esperança.  João Soalheiro

 
 
um espaço de esclarecidas memórias
Acções do Documento
 
 
Agenda
Novembro
Do
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
« Novembro 2019 »
Newsletter