Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Domingo, 25 Outubro 2020
Secções
Steve Reich: Music For 18 Musicians
 

i Festivais

30 Out

Espinho

Steve Reich: Music For 18 Musicians

  • Porto
  • |
  • 15 Out
  • i Festivais
©SusanaNeves e Fimp

Festival Internacional de Marionetas do Porto 2020 - Uma Coisa longínqua

Fimp'20- Uma Coisa Longínqua- TdF_Teatro de Ferro e Carlos Guedes

 
Direção Artística: Igor Gandra Música e Dispositivo Sonoro: Carlos Guedes Manipulação e Interpretação: Carla Veloso, Eduardo Mendes, Igor Gandra e Matilde Gandra Corealização – Vídeo: Carlota Gandra Oficina de Construção e apoio à rodagem: Hernâni Miranda, Maria Rouco e Mário Gandra Coprodução: Teatro de Ferro e Câmara Municipal do Porto - Programa Cultura em Expansão

A épica e abstrata celebração das grandes façanhas de um grupo de objetos (criaturas, criações?) em busca de um outro lugar, ou de outros modos para existir.

Nesta nova criação propomos um objeto artístico que é uma espécie de poesia épica e abstrata que celebra as grandes façanhas de um grupo de objetos (criaturas, criações?) em busca de um outro lugar, ou de outros modos para existir.
As aventuras e desventuras destas entidades enigmáticas são-nos reveladas na forma de um filme rodado e projetado em tempo real. Trata-se de esculturas animadas e filmadas em direto. Elas atravessam diversas situações e cenários que são também espaços sensíveis e sonoros.
Poderíamos estar a falar de ficção científica, de uma utopia num planeta distante ou de um sonho em que algumas esculturas mais ou menos monumentais decidiram silenciosamente abandonar as plazas entre os grandes edifícios das poderosas empresas multinacionais e instituições financeiras globais. Depois da fuga as obras de arte emancipadas reuniram-se no deserto, dispostas a procurar outras possibilidades para a sua existência no mundo das coisas.


In this new show we introduce an art piece that is a kind of epic and abstract poetry, celebrating the great deeds of a group of objects (creatures, creations?) in search for another place, and other ways of existing.
Triumphs and fails of these enigmatic entities are delivered through a film screened in real time, live screening of footage of animated sculptures. They go through different sets and situations that are also sensitive acoustic spaces.
We could be talking science fiction. Utopia in a distant planet or a dream in which more or less monumental structures silently decided to abandon the piazzas that separate large corporate buildings belonging to powerful international financial institutions. After their escape, the emancipated works of art met in the desert, intent on finding other possibilities for their existence in the material world.

Art direction: Igor Gandra
Composition and sound display: Carlos Guedes
Handling and performance: Carla Veloso, Eduardo Mendes, Igor Gandra and Matilde Gandra
Video co-direction: Carlota Gandra
Construction workshop: Hernâni Miranda, Maria Rouco and Mário Gandra
Coproduction: Teatro de Ferro and Câmara Municipal do Porto - Programa Cultura em Expansão


En esta nueva creación sugerimos un objeto artístico que es una especie de poesía épica y abstracta que celebra los grandes hechos de un conjunto de objetos (¿creaturas, creaciones?) que buscan un otro lugar, u otros modos de existir.
Las aventuras y desventuras de estas entidades enigmáticas nos son reveladas en la forma de una película grabada y proyectada en tiempo real. Se trata de esculturas animadas y filmadas en directo, que pasan por diversas situaciones y escenarios que son, además, espacios sensibles y sonoros.
Podríamos estar hablando de ficción científica, de una utopía en un planeta lejano o de un sueño en él que algunas esculturas más o menos monumentales han decidido silenciosamente dejar las plazas entre los grandes edificios de las poderosas compañías multinacionales e instituciones financieras globales. Después de la fuga, las obras de arte emancipadas se han reunido en el desierto, dispuestas a procurar otras posibilidades para su existencia en el mundo de las cosas.

Dirección Artística: Igor Gandra
Música y Dispositivo Sonoro: Carlos Guedes
Manipulación e Interpretación: Carla Veloso, Eduardo Mendes, Igor Gandra y Matilde Gandra
Corealización – Video: Carlota Gandra
Taller de construcción: Hernâni Miranda, Maria Rouco y Mário Gandra
Coproducción: Teatro de Ferro y Câmara Municipal do Porto - Programa Cultura em Expansão

 
 
Fimp'20- Uma Coisa Longínqua- TdF_Teatro de ...
Acções do Documento
 
 
Agenda
Outubro
Do
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
« Outubro 2020 »
Newsletter