Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Segunda-feira, 24 Fevereiro 2020
Secções
Costa Magarakis
 

i Exposições Temporárias

11 Out a 03 Mai

S. João da Madeira

Costa Magarakis

  • Porto
  • |
  • 18 Jan a 07 Mar
  • i Exposições Temporárias

João Jacinto - A chuva cai ao contrário [Fragmento]

  • Galeria Fernando Santos
  • |
  • Segundas e Sábados: 15:00h - 19:30h Terças, Quartas, Quintas e Sextas: 10:00h - 12:30h e 15:00h - 19:30h

 

"Chamou-se 'Contos da Lua Vaga Depois da Chuva' aquele filme de Mizoguchi que a todos nos enfeitiçou, águas paradas, barcos, fantasmas, barcas deslizando em silêncio, ramos de árvores, mortos que regressam, vinganças, paixões, lagos, maldições, noites lácteas, a morte, o mal.   Também aqui, nesta estrada sem destino que João Jacinto toma, retoma, recomeça, faz, desfaz, parece que estamos depois da chuva, tudo parece ainda húmido, o silêncio é de morte, como prosaicamente se diz.   Sim, instala-se aqui um silêncio obscuro, nada vive. (...)"   (Jorge Silva Melo, Maio 2019)

“It was called “Tales of the Pale and Silvery Moon After the Rain”, that film by Mizoguchi, which enchanted us all, stagnant waters, boats, ghosts, boats riding quietly, tree branches, death people returning, revenges, passions, lakes, curses, milky nights, death, evil. This road with no destination, taken, retaken, begun again, done, undone by João Jacinto, also seems to set us after the rain, everything still wet, a deadly silence, as they prosaically say.
Yes, an obscure silence takes over, nothing lives. (…)”
(Jorge Silva Melo, May 2019)

“Se llamó “Cuentos de la Luna Pálida Después de la Lluvia”, aquella película de Mizoguchi que nos hechizó a todos, aguas paradas, barcas, fantasmas, barcas deslizándose en silencio, brotes de árboles, muertos que regresan, venganzas, pasiones, lagos, maldiciones, noches lácteas, la muerte, el mal. También aquí, en esta carretera sin destino que João Jacinto toma, retoma, recomienza, hace, deshace,  parece que nos quedamos después de la lluvia, todo sigue húmedo, el silencio es de muerte, como se dice prosaicamente.
Sí, aquí se instala un silencio obscuro, nada vive. (…)”
(Jorge Silva Melo, Mayo 2019)

 
 
João Jacinto - A chuva cai ao contrário ...
Acções do Documento
 
Localização no Mapa
Proximidades

i Exposições Temporárias

18 Jan a 07 Mar

Porto

Cristina Massena - Entreaberto

Galeria Fernando Santos

i Exposições Temporárias

18 Jan a 07 Mar

Porto

Francisca Carvalho - Le ciel du spermatozoÏde

Galeria Fernando Santos

 
Agenda
Fevereiro
Do
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
« Fevereiro 2020 »
Newsletter