• Vila do Conde
  • |
  • 02 Fev
  • i Teatro

O Meu Caso

Farsa de José Régio

 
Contacto, Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar Reservas através 912 394 778 ou e-mail info@ccoviladoconde.pt

No momento em que se inicia a representação de uma peça, um Desconhecido entra em cena e afirma que vai revelar a todos “o seu caso”. De imediato se gera uma confusão em que o Empregado, que tentou impedi-lo de entrar, começa a pedir desculpa aos espectadores alegando que o individuo está fora de si e que não foi ele que o deixou entrar. Mostra-se preocupado, teme ser despedido e, como passa muitas dificuldades e a mulher tem problemas de saúde, pede desesperadamente ao Desconhecido para sair.

  Mas o Desconhecido tenta a todo o custo contar o seu caso, afirmando que o caso do Empregado não é nada senão banal comparado com o dele. Entretanto, entra em cena a Atriz que começa a desabafar dizendo que se sente indecisa entre dois homens, que embora diferentes a deixaram muito apaixonada. Surge o Autor, que se mostra surpreendido com a presença do Desconhecido e com a fúria da Atriz. Questiona-os. O Desconhecido está ali para contar o seu caso, «O caso do Homem». A Atriz por sua vez diz que tudo aquilo é uma palhaçada e que não quer mais apresentar o seu papel naquele dia. O Autor discorda dela e entram também eles em conflito. Um conflito que se estenderá a outros empregados do Teatro e aos espetadores, que virão também a fazer parte da tram(ói)a. Embora curta, trata-se de uma obra bastante interessante, com algum suspense, visto que acabamos por não encontrar uma explicação para a persistência do Desconhecido…

 
 
Farsa de José Régio
Acções do Documento
 
 
Agenda
Setembro
Do
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30
« Setembro 2020 »
Newsletter