Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

terça-feira, 28 Junho 2022
Secções
Onda Poética
 

i Etc

30 Jun

Espinho

Onda Poética

  • Espinho
  • |
  • 07 Ago a 30 Set
  • i Etc

Peça do mês

 

PEÇA DO MÊS DE AGOSTO MOLHO DE ESPINHO NÚMERO DE INVENTÁRIO: MME-01-0234 DESCRIÇÃO: GARRAFA EM VIDRO COM RÓTULO BRANCO “MOLHO DE ESPINHO” DE BRANDÃO, GOMES & C.ª LDA. MATÉRIA: VIDRO DIMENSÕES: 170 mm x 50 mm ANO: 1901

Em 1901 o especialista em confeção de pickles, William Jones, veio de Inglaterra para Espinho contratado pela fábrica de conservas Brandão, Gomes & C.ª., para o fabrico dessa iguaria. Da produção de legumes em mostarda e vinagre, a conserveira alargou rapidamente a sua produção ao fabrico de molhos, de que foi exemplo o então afamado “Molho de Espinho”, referido pela máquina publicitária como o “único molho bom”. Para evitar que os consumidores fossem enganados com imitações desse produto, a Brandão, Gomes adotou um novo rótulo com a sua assinatura e o seu nome na rolha e na garrafa e registou a marca, conferindo ao “Molho de Espinho” a sua autenticidade.

DESCRIPTION: GLASS BOTTLE WITH WHITE LABEL “MOLHO DE ESPINHO”, BY BRANDÃO, GOMES & C.ª LDA.
MATERIAL: GLASS
DIMENSION: 170 mm x 50 mm
YEAR: 1901
In 1901 the canned food factory Brandão, Gomes & C.ª. hired the English pickles expert William Jones to work in Espinho. From the production of vegetables in mustard and vinegar, the canned food factory soon widened its scope to producing sauces, one of which was the famous “Espinho Sauce”, advertised as the “sole good sauce” available. To avoid cheap imitations of the product, the company adopted a new label with its signature and its name written on the cork and the bottle and trademarked it, making it the authentic “Espinho Sauce”.

DESCRIPCIÓN: BOTELLA EN VIDRIO CON ETIQUETA BLANCA “MOLHO DE ESPINHO” DE BRANDÃO, GOMES & C.ª LDA.
MATERIA: VIDRIO
DIMENSIONES: 170 mm x 50 mm
AÑO: 1901
En 1901 la fábrica de conservas Brandão, Gomes & C.ª. contrató a un experto en adobos, William Jones, que vino de Inglaterra para Espinho. De la producción de legumbres en mostaza y vinagre, la fábrica luego empezó a producir salsas, incluyendo la famosa “Salsa de Espinho”, que la publicidad decía ser “la única salsa buena”. Para evitar que los consumidores fueran defraudados por imitaciones, la fábrica adoptó una nueva etiqueta con su firma y su nombre en el tapón y en la botella y registró la marca, dándole su autenticidad a la “Salsa de Espinho”.

 
 
Peça do mês
Acções do Documento
 
 
Agenda
Junho
Do
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30
« Junho 2022 »
Newsletter