Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Quinta-feira, 2 Julho 2020
Secções
Creative (Un)Makings: Disruptions in Art/Archeology
 

i Exposições Temporárias

18 Mai a 06 Set

Santo Tirso

Creative (Un)Makings: Disruptions in Art/Archeology

  • Vila Nova de Gaia
  • |
  • 08 Mar a 03 Mai
  • i Exposições Temporárias

Vieira da Silva. Um Olhar Singular

 

Acedendo ao convite do Município de Vila Nova de Gaia, a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, com a curadoria da sua Diretora, Marina Bairrão Ruivo, organizou uma exposição, que a partir de uma visão global da sua obra, demonstra ao visitante a importância da artista no contexto da criação contemporânea do século XX. A exposição inclui esboços, estudos anatómicos e pinturas que Vieira da Silva produziu entre 1926 e 1986, procurando destacar o "olhar” singular da pintora, revelando os múltiplos caminhos da sua pesquisa, em busca do enigma do espaço.

Na carreira de Vieira da Silva, os trabalhos iniciais já traduzem o desejo de compreensão do espaço e deixam adivinhar a criação de um novo conceito. É no espaço fechado do atelier que reavalia a pintura e a relação com o mundo exterior. O espaço interior é reinventado, bem como a perspetiva, com a multiplicação dos pontos de vista. O tema da cidade é introduzido; a pluralidade - e a coexistência - de espaços gera uma indefinição entre o dentro / fora. Na pintura da maturidade, o espaço perde unidade e fragmenta-se em múltiplas direções. Depois da complexificação das pesquisas dos anos de 1970, começa a sobressair uma crescente depuração plástica. A pintura de Vieira foi sempre um diálogo existencial e transforma-se nos últimos anos numa pesquisa espiritual sobre a perda e a morte de Arpad, o confronto da vida sem ele e a sua própria despedida. Ponto a ponto, quadro a quadro, Vieira da Silva teceu uma vida que se confunde com a pintura. A exposição será complementada por um núcleo documental multimédia, que apresenta a fotobiografia da artista. A propósito desta retrospetiva, e durante o período da exposição, está prevista a realização de conferências, cujos temas se debruçarão sobre na vida e obra de Maria Helena Vieira da Silva e do seu marido, o também artista plástico, Arpad Szenes. Está, ainda, prevista a realização de diversas visitas guiadas por estudantes de doutoramento da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto [às 2ªs - 14h30, 6ªs - 10h30 (as visitas de sexta-feira Santa e do dia do trabalhador, feriados, antecipam para a quinta-feira imediatamente anterior) e aos sábados 14 e 28 de março, e 4 e 18 de abril - 11h00]. Os interessados deverão entrar em contacto com o Pelouro da Cultura e Programação Cultural da Câmara de Vila Nova de Gaia, através do Tlf. 223 742 904 ou e-mail: gaiacultura@cm-gaia.pt.

Following the invitation of the Gaia City Council, the Arpad Szenes-Vieira da Silva Foundation organized an exhibition curated by its Director, Marina Bairrão Ruivo, seeking to show the relevance of Vieira da Silva within the context of contemporary creation in the 20th century, based on a global perception of her work. The exhibition includes sketches, anatomic studies and paintings produced by Vieira da Silva between 1926 and 1986, emphasizing the singular “view” of the painter and showing the multiple paths of her research around the enigma of space.
Vieira da Silva’s initial works already express the wish to understand space and introduce the creation of a new concept. It’s inside her workshop that she reassesses her paintings and the relationship with the outside world. The inner space is reinvented, as well as perspective, based on the multiplication of views. The theme of the city is introduced; plurality and coexistence of spaces generate lack of definition between the inside/outside.
In a mature stage space loses unity and is fragmented into multiple directions. Things became more complex with the research conducted in the 1970’s, and an increasing plastic depuration becomes more and more visible. Vieira’s paintings were always an existential dialogue and in the last years they became a spiritual research on the loss and death of Arpad, the confrontation with life without him and his own parting. Step after step, painting after painting, Vieira da Silva interwove life and paintings. The exhibition will be complemented by a multimedia documental presentation of the artist’s photobiography.
Conferences will also be held during the exhibition, focused on the life and work of Maria Helena Vieira da Silva and her husband, Arpad Szenes, a plastic artist too.
Doctoral students from the Faculty of Fine Arts of the Porto University will be conducting guided visits to the exhibition: Mon 14:30; Fri 10:30 (except Holy Friday and Labour Day’s visits, moved to the respectively preceding Thursdays); Sat 14 and 28 March, 4 and 18 April 11:00. If you’re interested, please call the Vila Nova de Gaia City Council at t. (+351) 223 742 904 or e-mail gaiacultura@cm-gaia.pt.

Accediendo a la invitación del Ayuntamiento de Vila Nova de Gaia, la Fundación Arpad Szenes-Vieira da Silva ha organizado una exposición con curaduría de su Directora, Marina Bairrão Ruivo, la que, con base en una visión global de la obra de Vieira da Silva, presenta la relevancia de la artista en el contexto de la creación contemporánea del siglo XX.  La exposición incluye bocetos, estudios anatómicos y pinturas que Vieira da Silva produció entre 1926 y 1986, intentando destacar la “mirada” singular de la pintora, revelando los múltiplos caminos de su pesquisa en busca del enigma del espacio.
Los trabajos iniciales de Vieira da Silva muestran ya su deseo de comprensión del espacio e introducen la creación de un nuevo concepto. Es en el espacio cerrado del atelier que revalúa la pintura y la relación con el mundo exterior. El espacio interior es reinventado, además de la perspectiva, con la multiplicación de los puntos de vista. El tema de la ciudad es introducido; la pluralidad – y la coexistencia – de espacios genera una indefinición entre el dentro / fuera.
En la pintura de la madurez el espacio pierde unidad y se fragmenta en múltiples direcciones. Todo quedó más complejo con las pesquisas de la década de 70 y empieza a sobresalir una creciente depuración plástica. La pintura de Vieira fue siempre un dialogo existencial y en los últimos años se transformó en una pesquisa espiritual sobre la pierda y la muerte de Arpad, el confronto de la vida sin él y su propio despido. Punto a punto, cuadro a cuadro, Vieira da Silva tejió una vida que se confunde con la pintura.
La exposición será complementada con un núcleo documental multimedia que presenta la fotobiografía de la artista.
Durante el período de la exposición tendrán lugar conferencias sobre la vida y obra de Maria Helena Vieira da Silva y de su marido, él también artista plástico, Arpad Szenes.
Estudiantes de doctorado da la Facultad de Bellas Artes de la Universidad de Porto realizaran visitas guiadas a la exposición: Lun 14:30; Vie 10:30 (excepto Viernes Santo y Día del Trabajador, cuyas visitas pasan para los jueves anteriores); Sab 14 y 28 Marzo, 4 y 18 Abril 11:00. Los interesados en estas visitas deberán contactar el Ayuntamiento de Vila Nova de Gaia, por teléfono (+ 351 223 742 904) o por e-mail para gaiacultura@cm-gaia.pt.

 
 
Vieira da Silva. Um Olhar Singular
Acções do Documento
 
 
Agenda
Julho
Do
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31
« Julho 2020 »
Newsletter